Quem é o profissional do futuro? Saiba como se preparar para ser um deles!

Por:digitalpixel
Blog

16

Mar 2019

Qual é a sua expectativa para 2019? Muita gente — inclusive o mercado — está apostando em uma melhora no cenário econômico e com isso, em novas oportunidades de emprego e aumento salarial. Porém, mesmo que essa recuperação aconteça, as empresas vão buscar os melhores candidatos. Você é um deles? Atualmente, seu currículo o qualifica como um profissional do futuro?

Se você não tem certeza quanto à resposta ou sabe que precisa se preparar para melhorar sua empregabilidade e alcançar o sucesso na carreira, continue aqui no blog. Neste post, vamos explicar quais são os requisitos para ser disputado pelas empresas e ter acesso às melhores vagas do mercado!

Profissionais do futuro: por que as empresas estão à caça deles?

Não é segredo que nos últimos anos o Brasil vivenciou uma grande crise. Como consequência, vimos muitas empresas fechando ou reduzindo drasticamente seus quadros de funcionários. Apenas alguns poucos setores mantiveram uma boa taxa de crescimento.

Porém, não é só o cenário econômico turbulento que afeta o desempenho das empresas. No nosso país, existem outros entraves à lucratividade. Um deles é a alta carga tributária, que é uma questão que precisa ser solucionada pelo governo.

Mas o problema não para por aí. Infelizmente, precisamos admitir que outro fator traz grande impacto negativo para o resultado das organizações: a baixa produtividade dos colaboradores. As comparações com outros países são impressionantes.

Para que você tenha uma ideia, um estudo feito pela consultoria internacional Conference Board mostrou que a produtividade de um trabalhador brasileiro equivale a apenas 25% da produtividade de um trabalhador americano. Além dos Estados Unidos, ficamos atrás dos japoneses, alemães, ingleses, italianos, franceses e noruegueses, entre outros países.

Isso tem impacto em diversos aspectos: produzir aqui custa caro, porque as organizações precisam de mais trabalhadores. O produto se torna menos competitivo tanto no mercado interno quanto externo. Assim, as empresas não crescem ou simplesmente deixam de investir no país.

Qual é o grande desafio delas? Encontrar profissionais diferenciados, que consigam quebrar esse ciclo de improdutividade e baixa competitividade. Quer saber o que eles esperam de seus colaboradores para virar esse jogo? Veja a seguir!

Profissional do futuro: o que o mercado espera dele?

Para atender às necessidades de um mercado globalizado e competitivo, alguns requisitos são essenciais. Para se tornar um profissional do futuro, é preciso investir na obtenção desses conhecimentos ou habilidades.

1. Atualização constante

Hoje em dia, o conhecimento aumenta de forma exponencial. Estamos falando não só do volume de informações disponíveis, mas da forma como tecnologias disruptivas alteram repentinamente o estilo de vida das pessoas e as possibilidades da indústria, comércio, etc.

Por isso, não adianta ter um diploma e pendurá-lo na parede. Em pouco tempo, o conhecimento que ele representa estará obsoleto. É fundamental investir em atualização constante e se preparar para fazer com que a empresa evolua no mesmo ritmo ou ainda mais rápido que seus concorrentes.

2. Domínio da tecnologia

Um dos fatores apontados como responsáveis pela baixa produtividade do trabalhador brasileiro é justamente a dificuldade em relação à tecnologia. Quando comparada à de países mais competitivos, ela é considerada defasada e nem sempre o profissional está qualificado para obter o melhor aproveitamento dela.

É necessário mudar esse quadro e se preparar para usar a tecnologia e obter o melhor resultado possível com ela. Mais que isso, precisamos deixar de ser apenas consumidores da tecnologia para nos tornarmos desenvolvedores

3. Capacidade para solucionar problemas

Durante muito tempo, os trabalhadores enfrentaram problemas muito semelhantes em seu dia a dia. Atualmente, a situação é completamente diferente. O comportamento do consumidor muda constantemente e o mercado lança produtos e serviços inovadores, que alteram a forma como as pessoas realizam suas tarefas rotineiras.

Diante desse cenário, o catálogo de uma empresa pode se tornar irrelevante a qualquer momento. Processos truncados podem fazer com que os custos de produção sejam mais altos e tornem o produto pouco competitivo no mercado.

Por essas razões, o profissional do futuro é alguém  capaz de solucionar problemas. Ele precisa olhar para esses desafios, se possível antecipar obstáculos e propor alternativas para otimizar processos, reduzir custos ou criar novas maneiras de atender às necessidades dos consumidores.

4. Habilidade para identificar tendências

Ainda falando dessa adaptação às novas necessidades, não poderíamos deixar de mencionar a habilidade para identificar tendências.

É essencial que o profissional do futuro fique atento ao comportamento do consumidor, tenha a capacidade de analisar métricas e relatórios ou que tenha condições de manejar ferramentas preditivas essenciais para detectar tendências, propor formas de se antecipar a elas e tomar decisões certeiras.

5. Aplicação de teorias para obtenção de resultados

Finalmente, o que o mercado espera do profissional do futuro é que ele consiga aplicar as teorias com as quais teve contato em sua formação para obter bons resultados. Afinal, de nada adianta ter acesso a um conjunto enorme de conhecimentos se eles não forem assimilados e transformados em competências relevantes para o sucesso de um negócio.

Profissional do futuro: como se tornar um deles?

Ninguém se torna um profissional diferenciado dessa maneira com uma única ação. O desenvolvimento das competências e a melhora na performance dependem da busca constante de conhecimentos aliada ao empenho para aperfeiçoar a atuação prática.

No entanto, sempre existe um primeiro passo, uma decisão que muda o rumo de uma carreira. A pós-graduação ou especialização é esse ponto de partida para uma trajetória de sucesso.

As especializações são fundamentais para quem busca desenvolver esse perfil completo. Elas proporcionam atualização, fazem com que o profissional conheça ferramentas tecnológicas capazes de otimizar processos e criar diferenciais competitivos em relação à concorrência.

Além disso, nesses cursos o aluno é desafiado a mobilizar seus conhecimentos para solucionar problemas por meio de projetos e estudos de caso. Os desafios de grandes organizações são apresentados e discutidos por professores reconhecidos por seu desempenho no mundo dos negócios, que alertam também as principais tendências do mercado para os próximos anos.

E então, entendeu o que as empresas esperam do profissional do futuro? Descobriu como começar a se preparar para se tornar um deles? Quer saber como essas ações podem impactar sua empregabilidade e criar excelentes oportunidades de carreira? Continue aqui no blog e confira nosso post sobre esse tema!


Compartilhe:

Faculdade Dom Alberto
Seja nosso parceiro, monte um polo de graduação EAD em sua cidade e conte com uma equipe especializada para auxiliar no crescimento de suas turmas, com a melhor remuneração do mercado.
Sim, tenho interesse!No momento não tenho interesse.

Deixe seu nome completo, (DDD)+Telefone, e-mail e escolha a opção desejada. Entraremos em contato com você.




 
Obrigado por escolhar a Dom Alberto.

R. Ramiro Barcelos, 892 - Centro, Santa Cruz do Sul - RS, 96810-054

0800 006-6370

contato@domalberto.edu.br