Pós-graduação em Direito — quais são as áreas mais promissoras?

Por:digitalpixel
Blog

14

Mar 2019

Para mediar os diversos interesses em uma sociedade, é necessário recorrer a um sistema formado por leis e normas. Porém, essa organização não é estática. O dinamismo nas relações humanas, sociais, comerciais e institucionais, o surgimento de tecnologias e conjunturas criam cenários complexos, que exigem normatização específica. Portanto, para quem pretende fazer uma pós-graduação em Direito sempre existem novas opções, sendo que algumas delas se mostram extremamente promissoras.

Se neste momento você é um desses profissionais que está pensando em investir em uma especialização, não perca este post! Vamos mostrar quais são as áreas que estão em alta nesse momento.

Algumas dessas áreas têm sido muito valorizadas porque tratam de novas demandas, exigem conhecimentos específicos, mas não dispõem de profissionais qualificados para atendê-las. Em outros casos, as áreas não são novas, mas a conjuntura política e econômica gerou necessidades ou aponta que elas surgirão, o que requer a atuação de advogados especializados.

Pronto para começar? Então, vamos ao que interessa: as áreas mais promissoras para uma pós-graduação em Direito.

Pós-graduação em Direito: quais são as áreas em expansão?

1. Compliance

Essa é uma das áreas relativamente novas do Direito que estão conquistando espaço no mercado. Os escândalos políticos dos últimos anos, bem como o envolvimento de empresas privadas em esquemas de corrupção, levaram o mundo dos negócios a clamar por um esforço no sentido de estabelecer definitivamente a Compliance como uma prática indispensável.

Portanto, hoje elas buscam por profissionais qualificados que as ajudem a reformular suas práticas para atingirem a conformidade. O objetivo é rever as atividades e processos da empresa, ajustando-os para que se adequem às normas internas e externas, incluindo as criadas e exigidas por órgãos reguladores.

O advogado que atua na área de Compliance deve entender profundamente as normas e legislações quer regulam o setor de atividade de seus clientes. Dessa forma, ele orienta os gestores para que, por meio de alterações em sua prática, possam atuar preventivamente, evitando demandas jurídicas.

Portanto, essa é uma opção interessante e promissora para quem pretende iniciar uma pós-graduação em Direito.

2. Direito Trabalhista

Definitivamente, essa não é uma área nova do Direito. No entanto, o aumento da demanda acontece no momento em que o Brasil passa por mudanças nessa legislação e, recentemente, pela perda de um ministério dedicado a essa questão.

Ainda existem muitas dúvidas referentes às mudanças causadas pela reforma trabalhista. A interpretação equivocada, seja por parte do empregador ou do funcionário, tem levado essas partes ao tribunal. Como aparentemente a tendência é de flexibilizar ainda mais as normas referentes ao tema, é provável que a demanda aumente.

Enquanto alguns advogados têm atuado nos tribunais, outros têm se dedicado às atividades consultivas. Eles orientam a empresa para que adote práticas trabalhistas adequadas, evitando o surgimento de divergências que possam acabar no judiciário.

Como o objetivo é orientar o cliente nesse momento de adaptação para prevenir problemas e evitar situações que causem impacto negativo nas operações das empresas , os profissionais do Direito Trabalhista têm conseguido firmar contratos vantajosos de médio prazo.

3. Direito Contencioso Civil

O advogado que trabalha com Direito Contencioso Civil tem a responsabilidade de atuar para defender os interesses de seus clientes em batalhas judiciais no âmbito cível. Ele atende tanto pessoas físicas quanto jurídicas.

Entre as demandas desse profissional estão processos relacionados aos direitos de propriedade e disputas entre sócios. A crise dos últimos anos aumentou também a incidência de casos de violação de contrato, cobranças e soluções de problemas de ordem financeira.

Portanto, trata-se de uma área que, embora tenha seu nome pouco conhecido, têm crescido bastante. É uma excelente opção para quem deseja se especializar e obter um bom volume de trabalho.

4. Direito Digital

Hoje em dia, as pessoas realizam uma série de atividades com o apoio de ferramentas digitais. Embora essa possibilidade tenha facilitado nossas vidas, o fato é que ela criou também um espaço para a perpetração de  crimes cibernéticos.

E não se trata apenas da ação criminosa. O recente acesso a esses recursos fez com que surgissem interesses diversos, que nem sempre conseguem se harmonizar sem a intervenção judicial. A regulamentação do setor ainda não é completa, exigindo que o profissional tenha conhecimentos jurídicos e técnicos.

A realidade está evidenciando que essas divergências tendem a aumentar, visto que a sociedade está cada vez mais digital e as novas tecnologias apontam para uma ruptura do atual sistema, uma transformação digital. Portanto, trata-se de uma área altamente promissora.

5. Arbitragem

Os processos de arbitragem são uma alternativa para solucionar conflitos extrajudicialmente e evitar cair nas malhas morosas do nosso sistema judiciário. Por isso, muitas empresas estão aderindo a eles para resolver os problemas de seus clientes com o mínimo de burocracia.

Nesses casos, as partes decidem que o conflito em questão será resolvido por árbitros definidos pelos próprios litigantes. Essa resolução pode acontecer depois que a controvérsia foi estabelecida mas, em muitos casos, as empresas já estão definindo a preferência pela jurisdição arbitral em contrato, antes mesmo de qualquer problema acontecer.

Portanto, para as empresas é muito interessante manter um especialista em arbitragem. Trata-se de uma solução segura, rápida e que inclusive garante a confidencialidade quanto aos conflitos abordados.

Muitos dos profissionais que se dedicam a essa área têm experiência no Direito Contencioso Civil, Societário ou Empresarial.

6. Direito Previdenciário

Finalmente, vamos falar de uma área que ainda não aparece na lista da maioria dos especialistas, mas que está se tornando relevante devido à conjuntura política e econômica. Aparentemente, não há como o país solucionar seus problemas sem uma ampla e profunda reforma previdenciária.

Da mesma maneira que aconteceu com a reforma trabalhista, essas mudanças criarão uma série de demandas para os advogados especializados nessa área. Não é sem motivo que muitos deles já estão buscando uma pós-graduação em Direito Previdenciário desde o ano de 2018.

Como você pode ver, opções não faltam. As oportunidades são evidentes e para isso basta que o profissional esteja pronto para aproveitá-las. Existem cursos de pós-graduação em Direito que contemplam todas essas áreas. Basta escolher a mais apropriada de acordo com suas preferências e se preparar para alcançar o sucesso.

Gostou do conteúdo? Já conhecia todas essas áreas do Direito e sabia que elas estão em alta? Quer receber outras dicas? Assine a nossa newsletter e receba informações relevantes para sua carreira diretamente em seu e-mail. Inscreva-se agora mesmo!


Compartilhe:

Faculdade Dom Alberto
Seja nosso parceiro, monte um polo de graduação EAD em sua cidade e conte com uma equipe especializada para auxiliar no crescimento de suas turmas, com a melhor remuneração do mercado.
Sim, tenho interesse!No momento não tenho interesse.

Deixe seu nome completo, (DDD)+Telefone, e-mail e escolha a opção desejada. Entraremos em contato com você.




 
Obrigado por escolhar a Dom Alberto.

R. Ramiro Barcelos, 892 - Centro, Santa Cruz do Sul - RS, 96810-054

0800 006-6370

contato@domalberto.edu.br